NOSSA VISÃO



I - JESUS CRISTO

1. Cremos em Jesus Cristo como único e suficiente Salvador e Senhor das nossas vidas (I Timóteo 2:5). Sua morte na cruz do calvário é completa e suficiente para nossa redenção (Hb. 9:12-22);

2. Cremos que o Senhor Jesus Cristo é o único cabeça da Igreja em matéria de fé disciplina, conduta e governo;

3. Cremos que Jesus Cristo é o Messias prometido (Gn 3:15; Is. 9:6-7; 7:14; 53:2-3, Mt. 1:21, 2:1; João 1:11 e Gal. 4:4;

4. Cremos que Jesus Cristo foi concebido pelo Espírito Santo através da Virgem Maria, sendo 100% homem e 100% Deus quando de sua passagem pela terra (Lc. 1:26-36, João 1:3-14);

5. Cremos que Jesus Cristo é Deus (João 1:18). Sua humanidade foi sem pecado e sua vida de perfeito exemplo (II Cor. 5:21);

6. Cremos na ressurreição corporal do Senhor Jesus Cristo (II Co. 15:3-4; Rm 6:4 e 8:11);

7. Cremos na ascensão do Senhor Jesus Cristo, exaltado à destra de Deus (I Cor. 15:3-4; Rm 6:4; 8:11 e Mc 16:19);

II - BÍBLIA SAGRADA

A Bíblia Sagrada , composta de 39 (trinta e nove) livros no Velho Testamento e 27 (vinte e sete) livros no Novo Testamento é a palavra de Deus divinamente inspirada, infalível e autoridade máxima de nossa regra na Fé e Prática Cristã (conforme está escrito em II Timóteo 3:16-17).

III - SANTÍSSIMA TRINDADE
Cremos que há um só Deus, Onipotente, Onipresente, Onisciente, existente nas três pessoas da Santíssima Trindade - Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo (Mt. 28:19).

IV - BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO
Cremos na realidade do Batismo com o Espírito Santo nos dias de hoje, com ou sem evidência de falar em línguas (Atos 19:6).

V - DONS DO ESPÍRITO SANTO
Cremos nos dons do Espírito Santo atuantes da igreja (I Co 14).

VI - JUSTIFICAÇÃO, REGENERAÇÃO E SALVAÇÃO
Cremos que a justificação para a Salvação pessoal é um ato judicial de Deus, onde Cristo é o nosso advogado (Rm 5:1 e Ef 2:8);
Cremos que a justificação é alcançada pelos méritos de Jesus Cristo (Atos 13:39);
Cremos que a salvação é dádiva de Deus, dotado de eternidade e que a perseverança é condicional, dependendo de manter-se o crente em comunhão com Deus (Mt. 24; João 15:6; I Tm 1:19, II Tm 1:8; 2:12 e II Pe 2:12). Assim, há a necessidade da santificação na vida Cristã (Hb 12:14; I Pe 1:16 e 3:11).

VII - ORDENANÇAS
Cremos que as Escrituras Sagradas nos deixaram como ordenanças:

a) BATISMO NAS ÁGUAS - pelo ato de imersão, simbolicamente nos identificando com Ele pela sua morte, sepultamento e ressurreição (Rm 6:3-8)

b) SANTA CEIA - Como ato em memória de sua morte propiciatória e vicária "até que venha" (Lc 22:7-20 e I Cor 11:23-29);

c) UNÇÃO COM ÓLEO - para cura de enfermos e para separação ministerial (Tg 5:14; Ex 28:41 e Lv 8:10);

d) APRESENTAÇÃO DE CRIANÇAS - consagrando-se por permissão dos pais, ao Deus eterno e incluindo-as no Corpo de Cristo (Lc 2:22-23);

e) JEJUM E ORAÇÃO - como forma espiritual de se fortificar e obter a graça de Deus (Mc 9:29);

f) DÍZIMOS E OFERTAS - como forma de sustento de Deus para a igreja e de benção para aquele que assim procede (Ml. 3:10-11 e II Cor 9:6-9);

g) MINISTÉRIO EM TODOS OS NÍVEIS - (pastoral, da palavra, presbiterial, diaconal e outros) tanto para homens como para mulheres desde que Deus revele que haja constituição espiritual (I Tim 3:1-13). Desta forma não existirá um período de tempo padrão para a unção de algum membro em qualquer nível. Os que vierem de outros ministérios com unção deverão apresentar carta do ministério de origem e deverão ser ministrados sobre a visão da Igreja da Restauração antes de iniciar quaisquer trabalhos na Igreja;

h) SANTIFICAÇÃO DO ALTAR - O altar do Senhor é lugar santo e sagrado. Qualquer que se aproximar dele deverá se santificar (Ex. 3:5).